stratum com escura e verde.png
Buscar
  • stratumxio

As regulações e as Moedas Digitais.

Um dos maiores problemas de privacidade da sociedade atual gira em torno das leis que ultrapassam o limite no uso do chamado “Conheça Seu Cliente” do inglês, Know Your Client (KYC) e o Anti-Lavagem de Dinheiro do inglês, Anti-Money Laundering (AML).


Essas são medidas criadas para evitar que um criminoso possa “limpar” o dinheiro sujo recebido por ações suspeitas em quaisquer tipos de transações monetárias. O KYC e o AML são também usadas pelas corretoras de cripto moedas espalhadas pelo mundo afora. Mas alguns investidores questionam que essas medidas, uma vez não reguladas por um órgão de proteção governamental, possam se tornar “catálogos” ou “menus” para escolha de vítimas de sequestros ou chantagens, isso por, essas informações dos clientes estarem simplesmente arquivadas em lugares duvidosos em servidores nem sempre seguros.


Apesar do fato de muitas cripto moedas terem sido projetadas para evitar essas práticas invasivas, as diretrizes da KYC e da AML reforçadas por parasitas políticos e seus seguidores expõem os usuários e perverteram as ideologias originais da Bitcoin, por exemplo.


Podemos considerar o KYC e o AML verdadeiros scams e vamos explicar.


Quando as pessoas falam sobre golpes no setor de cripto moedas, geralmente olham para um determinado projeto ou as ofertas iniciais de moedas (ICOs) que levantaram bilhões em 2017 e 2018. No entanto, o maior golpe no ecossistema blockchain é como alguns membros da comunidade e burocratas empurraram seus ideais estadistas para a indústria de criptografia.


As práticas da KYC e AML aumentaram bastante nos últimos anos e alguns influenciadores querem que os políticos abençoem e definam moedas digitais, expondo muitas vezes os dados dos clientes a uma medida que invade a privacidade ao extremo. Essas pessoas acreditam que uma vez que as moedas digitais sejam submetidas ao KYC e ao AML elas se tornam livres de suspeita. Um pensamento completamente errado, caso essas medidas não sejam usadas com a garantia que os dados dos clientes não vazem e caiam nas mãos de criminosos.



Os reguladores financeiros de vários países colocam KYC e AML como leis, exigindo que as empresas baseadas em criptografia verifiquem a identidade de sua clientela, isso para garantir que os clientes de cripto ativos paguem impostos, e que comportamentos incomuns sejam sinalizados, mas não garantem nem se posicionam sobre a quebra de privacidade que essas medidas oferecem.


O que aguardamos é que o uso de KYC e AML sejam vistos de maneira formal pelos governos garantindo o sigilo dos dados coletados. Quando isso acontecer, aí sim, veremos valor nessas medidas e um trajeto suave das criptas para o futuro.

10 visualizações
pt icon hexagon.png
uk_united_kingdom_britain_british_flag-5